Sonia Cleide

Sonia Cleide Ferreira da Silva, legítima goiana de Jataí, cidade onde Dona Erondina deu à luz àquela que viria ao mundo para transformar vidas: vidas de mulheres negras. Esta foi a missão que Dona Dina e Seu Teodorico carregaram ao longo da vida: a luta pela igualdade racial, empoderando homens e mulheres negras, a começar pela filha que, desde pequena, aprendeu o significado e o valor de ser negra.

Mãe de Daniel, muito cedo teve de conciliar a maternidade com o seu ativismo pela equidade de gênero e raça, há mais de 30 anos. Fundadora do Grupo de Mulheres Negras Malunga (1998), é também uma das fundadoras da Articulação de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), criada em 2000 quando, na ocasião, participou ativamente da preparação e foi delegada, pelo estado de Goiás, na Conferência de Durban, na África do Sul – Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Formas Correlatas de Intolerância – promovida pela ONU, contra o racismo e o ódio aos estrangeiros. Foi Superintendente de Igualdade Racial de Goiás de 2009 a 2011.

Sonia, hoje, é candidata a vereadora pela cidade de Goiânia, estado de Goiás.